top of page
Buscar
  • Foto do escritorOPP

Intervenção Psicológica com Adultos mais Velhos

No sentido de complementar o edifício organizador da profissão já existente, a Ordem dos Ps

icólogos Portugueses (OPP) considera importante analisar algumas dimensões mais específicas da actuação de profissionais da Psicologia no âmbito da Intervenção Psicológica com adultos mais velhos, com o objectivo de promover a adopção de boas práticas, consensualizadas pela comunidade psicológica, e de auxiliar as/os Psicólogas/os na sua intervenção. Neste sentido a OPP disponibiliza Linhas de Orientação para a Prática Profissional no Âmbito da Intervenção Psicológica com Adultos mais Velhos.

As/os Psicólogas/os podem desempenhar um papel fundamental na intervenção com adultos mais velhos nos diversos contextos de prática profissional, utilizando o seu conhecimento científico para a promoção do envelhecimento bem sucedido. É neste contexto que surgem as Linhas de Orientação para a Prática Profissional no Âmbito da Intervenção Psicológica com adultos mais velhos resultantes da atualização e adaptação para o contexto nacional das "Guidelines for Psychological Practice With Older Adults", da APA e a dimensão aspiracional do Código Deontológico, bem como os preceitos da nossa Lei fundadora servindo, constituindo-se não como um documento regulador, mas sim como uma base de orientação da/o Psicóloga/o na resolução de dilemas éticos e profissionais. O Grupo de Trabalho que elaborou um documento submetido à discussão pública entre a comunidade de profissionais e aprovado pela Direcção da OPP, foi. Os contributos recebidos foram integrados na medida da sua relevância e consenso. Espera-se que este documento possa constituir um recurso informativo e de apoio à prática psicológica, colmatando o vazio de informação sobre estas temáticas no currículo da formação inicial das/dos Psicólogas/os e como um facilitador do desenvolvimento contínuo e sistemático dos profissionais da Psicologia servindo, por outro lado, como um referencial promotor de uma intervenção de qualidade, culturalmente competente e afirmativa, em contextos de prática clínica, investigação científica, educação e formação e todas as circunstâncias que envolvam um contacto directo ou indirecto com adultos mais velhos.


Clique aqui para aceder ao documento.

73 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page